BOA QUARTA FEIRA

Na caminhada da vida, sempre há muitos desafios, surpresas, tristezas e alegrias. A vida é feita assim… Às vezes nos deparamos com situações que nos afligem, nos fazem sentir, e até mesmo chorar… Mais saiba por certo, que a cada momento da vida, cada lágrima caída, cada sorriso dado, estará tudo anotado no diário de Deus… E pode ter certeza que em nenhum segundo, ele esqueceu de anotar. Anotou suas lutas, seus choros, mais com um detalhe, ele não esqueceu de anotar o dia de sua vitória! Então deixa lhe dizer: não desista de seus projetos e sonhos, porque mesmo antes de eles serem projetados por você, já foram projetado e anotado por Deus!!!

BOM DIA

Somar anos é o mais bonito que há no mundo, porque significa que estamos vivos e que conservamos a possibilidade de continuar acumulando experiências e conhecimento.
Ser jovem de espírito significa que o amor e a aventura permanecem inesquecíveis, mas com a temperança do caráter que contempla a vida com calma e que é consciente do efêmero.

30 de agosto – Dia Nacional de Conscientização sobre a Esclerose Múltipla

Resultado de imagem para Dia Nacional de Conscientização sobre a Esclerose Múltipl

No dia 30 de agostocomemoramos o Dia Nacional de Conscientização sobre a Esclerose Múltipla. Celebrada pela primeira vez em 2006, a data foi fruto de muito trabalho da ABEM e visava buscar algo de representatividade nacional que aumentasse a visibilidade da Esclerose Múltipla, seus pacientes e os desafios por eles enfrentados no dia a dia.

Esta data foi escolhida em homenagem a fundadora da ABEM, Ana Maria Levy, que nasceu em 30 de agosto. E graças a Ana Maria, já são mais de 30 anos que a ABEM vem prestando serviços à população e seguida por outras muitas associadas em todo o Brasil.

Junte-se a nós para celebrarmos o Dia Nacional e os 30 anos da ABEM. Orgulhe-se conosco da nossa história!

Acompanhe a programação das celebrações em nosso site e redes sociais!

Sobre a Esclerose Múltipla

A Esclerose Múltipla é uma das doenças neurológicas mais comuns em adultos jovens, com incidência entre 15 á 50 anos de idade. Foi descrita inicialmente em 1868 pelo neurologista francês Jean Charcot, que a chamou de Esclerose em Placas. É uma doença crônica que contribui para uma deficiência neurológica e, a longo prazo, para a invalidez.

Nesta enfermidade, surgem placas inflamatórias que destroem a camada que recobre e isola as fibras nervosas (camada de mielina) do Sistema Nervoso Central. A Esclerose Múltipla não tem cura e pode se manifestar por diversos sintomas, como por exemplo: fadiga intensa, depressão, fraqueza muscular, alteração do equilíbrio da coordenação motora, dores articulares e disfunção intestinal e da bexiga.

O diagnóstico é feito através da história clínica detalhada, associada ao exame clínico e neurológico completos e confirmados por três exames laboratoriais complementares: Ressonância Magnética, Punção Lombar e Potencial Evocado.

Três dicas para você negociar melhor

Conheça três dicas infalíveis de negociação

1 – Concentre-se na oportunidade: Uma série interessante de estudos experimentais sugere que os negociadores, que se concentram no que esperam alcançar antes da negociação, se saem melhor em negociações de preço do que aqueles que se concentram no que querem evitar. Os que escreveram sobre o que pretendiam alcançar se saíram muito melhor do que os que escreveram sobre os erros que estavam tentando evitar.

2 – Sua apresentação deve vencer o filtro cultural: Para chegar ao fechamento da venda, você deve “beijar, cumprimentar ou apertar as mãos?”. A cultura é muito importante em uma negociação. Você e seu cliente podem possuir perspectivas culturais muito diferentes em relação ao objetivo da negociação, à comunicação e aos comportamentos. Um silêncio prolongado significa respeito, surpresa ou uma tática para que o outro lado fale alguma coisa? Quando a sua negociação atravessa fronteiras culturais ou passa por outras divisas, um foco na cultura pode ajudar na criação e na exigência de valor.

3 – Aprenda as palavras exatas: Faça isso inicialmente e, em seguida, deixe que a adaptação ocorra naturalmente. Eis as palavras: “Como o senhor sabe, Henry Ford foi um dos maiores executivos que o mundo já teve. Todas as vezes que Ford se via numa situação como esta em que o senhor se encontra hoje, ele se sentia muito como o senhor se sente. Se era a coisa certa, ele queria ter certeza e a fazia. Se era a errada, queria também ter certeza, e a evitava. Não é mais ou menos assim que o senhor se sente, também? “Eis o que o Ford costumava fazer. Pegava uma folha de papel comum e traçava no meio dela uma linha vertical. No lado esquerdo escrevia sim e, sob essa palavra, listava todas as razões favoráveis à decisão. No lado direito, sob o não, relacionava todas as razões contrárias”. Quando usar essa técnica a coluna do SIM dever ser sempre maior do que a do NÃO.

Por Prof. Menegatti

Fonte: Administradores