BOM DIA

Não lute mais. Descanse. Não dê força para seus inimigos, vença-os com o perdão. Não cultive a impaciência, vença a com a segurança. Não delapide a paz dos outros, coopere com o silêncio. Não se afaste do seu coração, una-se a si mesmo. Não dê trelas aos problemas, vença-os com a luz interior. Não coopere com as críticas, supere-as. Não se deixe vitimar, assuma sua liberdade de escolha. O bem é saber que o único meio de vencer é usar a inteligência com compaixão. Por isso não lute mais. Descanse.”

[Luiz Gasparetto]

FICA A DICA!!

“Preserve com você pessoas de bem com a vida, que são boas de papo, de riso solto, de olhar amigável. Fique junto de quem fala com verdade, e quando fala, olha nos olhos e não te medem de cima a baixo. Pessoas dessas são joias da vida. Tem atitudes de amor. Se por acaso encontrar uma pessoa dessa, por favor, deixa-a ficar. Permaneça com ela e deixe-se afetar. A gente precisa mesmo cultivar gente que tem verão no sorriso, tem paz no espírito e sabe como viver bem, se resolvem na vida sem passar por cima de ninguém. A gente aprende muito com elas. São sinceras, mas não são rudes, e carregam consigo uma bagagem de humildade e bondade. Não, elas não são bobas, elas sabem como lidar com adversidades e pessoas com maldade. Elas não andam por aí enganchadas, elas sabem como se preservar. Reconhecem quem é de verdade e é luz para os que não são. Passam deixando marcas e levam sempre o que há de bom. Elas sabem respeitar o espaço alheio e não há invasão nem imposição. Existe uma liberdade em estar perto delas. Do contrário, não perca seu tempo com quem não é assim. Pessoas negativas, que usam palavras agressivas, só reclamam da vida e não sentem gratidão não acrescentam, sugam. Seja no máximo referência, mas não cultive laço. Não irá te fazer bem e você poderá sentir uma exaustão física e mental além do normal. Você tem direito de escolher as pessoas que deseja se relacionar. Para esses casos, vibre amor. O que faz mal ao nosso corpo e mente não deve ser alimentado, deve ser remediado. Deseje o bem e não se deixe afetar pela reação que ela irá tomar pela sua distância. Como uma lâmpada acesa, gente do bem atrai todo tipo de pessoa – aquelas de energias afins e aqueles hipnotizadas pela luz. Quem é esse tipo “lâmpada”, é importante saber se manter luz, sempre, para ajudar e guiar; Peça proteção e não se perca nas influências. Gente que é do bem se sente de longe, não precisa nem perguntar. Almas bonitas criam logo empatia. E se você encontrar alguém que te coloca pra cima e te faz feliz, deixe essa pessoa entrar na sua vida; É com essa que você deve andar! No mais, seja luz e deixe o mundo se contagiar.”

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e close-up

Respeito atrai respeito!

Se queres ser respeitado, respeita mesmo aqueles que falam alto e até aqueles te interrompem. Não precisas de ser como eles, sê como tu.

Vejo muitas pessoas desrespeitarem outras apenas por serem diferentes. Não acho que seja a falta de respeito do gênero cometer violência verbal, mas uma espécie de ataque sutil.

O respeito é importante porque é um básico na comunicação. Se houver tensão entre ambas ou uma das partes, a expressão de ideias é automaticamente reprimida e não é dito aquilo que realmente se quer dizer.

Hoje em dia as pessoas sentem resguardos em mostrarem quem são realmente e dizerem o que realmente pensam porque há muito “mimimi”. Por haver liberdade de expressão e a tão celebrada democracia, as pessoas podem dizer tudo o que pensam e isso inclui julgar e ofender o outro.

Não é porque podes dizer tudo que deves sentir o dever de dizer à outra pessoa que ela está a pensar errado só porque ela pensa diferente de ti!

Acho que isso é que estraga a maior parte das interações do mundo moderno – julgar.

A internet torna a expressão de ideias e opiniões ainda mais rápida e parece quase mandatório ter uma opinião sobre tudo. Sai uma notícia e esta torna-se viral – porque toda a gente partilha e dá a sua opinião.

Mas mais uma vez, não é porque se pode dizer o que se quiser que se deve falar sobre tudo! Ou responder a tudo, ou interagir com todo o mundo.

O silêncio é importante, e penso que é isso que é o necessário. Alguém nos ouvir sem estar com os ouvidos alerta às notificações do Facebook, ou da última mensagem do amigo.

É preciso alguém que realmente esteja lá, nos ouça, e não sinta necessidade de dar a sua opinião só para dizer alguma coisa.

Isso é respeito porque estamos a deixar-nos respirar, a deixar-nos existir, a deixar-nos ser.

Tenho refletido bastante sobre isto porque tive consciência de que ainda sou muito insegura e não sinto liberdade nem espaço para ser eu mesma.

Quero dizer, ser realmente eu mesma, sem pensar no que o outro vai dizer, ou se vai falar mal de mim nas minhas costas – sim, porque 90% dos assuntos das conversas de muita gente é falar de outras pessoas.

Tenho esse medo e sei que nada posso fazer para mudar o comportamento da outra pessoa, por isso tenho simplesmente que ganhar coragem e libertar-me dos pensamentos que me limitam, porque há muita gente boa por aí, que valoriza a boa conversa, o convívio enriquecedor e que tem uma mente aberta porque entende que cada um tem a sua perspetiva.

Sei que essas pessoas existem porque já conheci bastantes.

Mas conheço ainda mais pessoas que falam e falam, sem tirar um tempo para respirar e ouvir a outra pessoa. Essa maioria apenas ouve para responder – e isso não é propriamente respeito, é interesse.

Temos dois ouvidos e uma boca, porque evoluímos mais a ouvir do que a falar. As palavras que ficaram enfrascadas nos convívios que tive e nos quais não tive oportunidade de expressar a minha opinião, passo para o papel, para o teclado. E sou grata por essas ideias terem marinado para se terem tornado em belos textos.

Por isso foi bom ter ficado calada, e respeitar o que os outros tinham a dizer. Porque em cada convívio e cada pessoa aprendo uma coisa nova, uma maneira diferente de ver as coisas.

Mesmo que essas pessoas não me respeitem e julguem as minhas próprias opiniões e crenças, eu continuarei a respeitar as suas, porque sei que respeito atrai respeito, e se quero companhias em que haja diálogo em vez de monólogo, tenho que aprender a ouvir para ser ouvida.

E o mais importante nem é falar, mas sentir-me sempre livre para me expressar, sobre o que sentir que é verdade para mim.

Se queres ser respeitado, respeita mesmo aqueles que falam alto e até aqueles te interrompem. Não precisas de ser como eles, sê como tu.

O Corretor De Imóveis Deve Pagar Ou Não A Contribuição Sindical?

O corretor de imóveis, como qualquer outro profissional, tem obrigações classistas, que vão além do exercício correto e ético da sua profissão. Recolher no prazo a contribuição sindical é uma delas. A contribuição sindical está prevista na CLT (Consolidação das leis do trabalho) e é obrigatória para todo o corretor de imóveis no exercício da profissão e credenciado no Creci (Conselho regional de corretores de imóveis), independentemente de ser ou não associado ao sindicato.

O que acontece quando a contribuição sindical não é paga?

O não pagamento resultará na suspensão do exercício da profissão, nos termos do artigo 599 da CLT, além de penalidades financeiras e cobrança judicial. O sindicato da categoria é quem tem a competência para fazer a cobrança e dar a quitação da contribuição sindical, realizando novas cobranças e procedimentos extrajudiciais e judiciais.

Benefícios oferecidos pelo sindicato:

• Assistência jurídica;

• Assistência médica;

• Assistência odontológica;

• Cursos de qualificação;

• Eventos e palestras;

Registrar e acompanhar os contratos referentes ao Corretor Associado, dispositivo legal que possibilita ao profissional ter a opção de se associar a mais de uma empresa imobiliária, mantendo a autonomia profissional, sem qualquer outro vínculo, inclusive empregatício e previdenciário.

No Brasil existem 26 sindicatos filiados ao Fenaci (Federação nacional dos corretores de Imóveis), para saber mais sobre os benefícios oferecidos, entre em contato com o sindicato da sua região e informe-se.

O prazo para recolhimento da contribuição sindical de 2016, para alguns sindicatos, tem data final prevista para 29 de fevereiro.

Fonte: ZAP Pro